Jorge Amado, Pablo Neruda e Nicolás Guillén: História da Literatura, histórias de recepção.